Antibiótico e sinusite aguda: qual a necessidade?

22 mar, 2022

|

por: Família Respira

A sinusite, também conhecida pelo termo médico rinossinusite, é uma doença que inflama a mucosa nasal e os seios paranasais e traz grande dor de cabeça para os enfermos.¹ No artigo de hoje, vamos falar sobre a sinusite aguda em sua origem e tratamento, e também sobre a relação de antibiótico e sinusite aguda. Vamos lá?

O que é sinusite aguda?

A sinusite é classificada pelo tempo de duração de seus sintomas e a frequência de seu aparecimento durante o ano. A forma aguda desta doença possui duração de até 4 semanas e acontece em até 3 episódios durante o ano. O aparecimento mais duradouro e frequente dela pode ser classificada como subaguda ou crônica.²

Casos de sinusite subaguda e crônica necessitam de atenção e análise minuciosas por terem maior probabilidade de existir causas multifatoriais.

 

Quais os sintomas da sinusite?

Entre os principais sintomas que caracterizam essa doença está:

  • Obstrução nasal
  • Corrimento excessivo do muco nasal
  • Dor ou pressão facial na região dos seios paranasais
  • Redução ou perda completa do olfato, a chamada anosmia

O otorrinolaringologista pode diagnosticar o quadro pela presença dos sintomas anteriormente citados, por exame endoscópico do nariz ou por tomografia computadorizada da região da cabeça.³

 

Quais as origens da sinusite?

A rinossinusite é uma consequência de uma doença infecciosa viral, bacteriana ou fúngica e que pode ter relação com alergias e disfunções da mucosa nasal. 

A rinite é apontada como um fator que cria condições para o surgimento da rinossinusite. O inchaço da mucosa e a obstrução pelo excesso de muco causado pela rinite provoca a falta de ventilação nos seios paranasais e favorece a colonização de vírus e bactérias.

A origem mais comum da sinusite é viral e pode acontecer devido a um resfriado ou gripe. Há uma probabilidade de 0,5% a 10% da infecção viral se tornar bacteriana. E há probabilidades mais raras ainda da rinossinusite se iniciar com quadro bacteriano.⁴

Antibiótico e sinusite: quando o medicamento pode ser prescrito?

O antibiótico é uma importante ferramenta farmacológica para combate de doenças causadas por bactérias, mas deve haver um cuidado rígido para ser utilizado em casos de extrema necessidade. O grande perigo do consumo indiscriminado do remédio é a perda de eficácia quando houver a necessidade urgente de combate a infecção bacteriológica mais grave.⁵

Como visto anteriormente, a incidência de quadros de rinossinusite bacteriana é baixa e poucos casos vão demandar o uso de antibiótico para sinusite.

Quais são as opções de tratamento da sinusite?

 É importante que a pessoa que desenvolveu a sinusite procure um otorrinolaringologista para que, juntos, possam entender as origens e o melhor tratamento para o caso. O tratamento pode seguir via medicamentos ou, em casos mais delicados, por cirurgia endoscópica nasossinusal que auxiliará na recuperação. 

Se você gostou desse conteúdo, acompanhe outros artigos sobre saúde respiratória aqui no blog. Para conhecer toda linha de produtos da Família Respira clique aqui! Siga a nossa página no Instagram e não perca nenhuma postagem da Família Respira.

Fontes

  1. https://www.aborlccf.org.br/secao_detalhes.asp?s=198&id=4244
  2. https://www.scielo.br/j/rboto/a/xqgHnsqjbQpdrQPtrfFM7fs/?lang=pt – Capitúlo 3, Classificação.
  3. https://www.scielo.br/j/rboto/a/xqgHnsqjbQpdrQPtrfFM7fs/?lang=pt – Capítulo 2, Definição
  4. https://www.scielo.br/j/rboto/a/xqgHnsqjbQpdrQPtrfFM7fs/?lang=pt – Capitulo 4 , Fatores predisponentes e associados, Subcapítulo 4.1 Rinossinusite Aguda
  5. https://ipemed.com.br/blog/quais-verdadeiros-riscos-dos-antibioticos/