Mudanças de tempo e doenças respiratórias

17 nov, 2021

|

por: Família Respira

Mudanças de tempo, as famosas mudanças de clima, podem ser gatilhos para crises de doenças respiratórias. Se você já se perguntou “como lidar” e “como evitar” esses gatilhos, hoje vamos dar algumas dicas para passar por estes períodos com um pouco mais de tranquilidade. Vamos lá?

Doenças de inverno em um inverno fora de época

Segundo a OMS, uma entre sete pessoas sofre com problemas respiratórios no mundo¹. Algumas doenças são mais comuns no inverno, mas quando estamos em uma verdadeira montanha russa climática e com estações nada bem definidas, as chamadas doenças de inverno podem aparecer em diversas épocas do ano. E isso está diretamente relacionado com as mudanças de tempo². Quando nos perguntamos o que a mudança de clima pode causar, podemos citar uma série de doenças¹:

• Resfriado – causado pelo rinovírus, tem como característica ser mais inflamatório, sendo comum dores de garganta, cabeça e coriza.

Gripe – é causada pelo vírus influenza e apresenta sintomas mais fortes que os resfriados, como febre alta, dores no corpo, indisposição e obstrução nasal.

• Rinite – a rinite alérgica é uma inflamação do revestimento interno do nariz e os sintomas têm início minutos após o contato com o alérgeno (substância que provoca a alergia), na maior parte das vezes, poeira doméstica e ácaros.

• Sinusite – a sinusite é uma inflamação nos seios da face, quatro cavidades de cada lado, localizadas dentro dos ossos.

Essas cavidades são revestidas por uma membrana de tecido que secreta o muco, lubrificante natural das vias aéreas, que é responsável pela remoção das impurezas que respiramos. Além dessas, podemos citar também: asma, bronquite e faringite.

Queda da imunidade pode estar relacionada à queda das temperaturas

Devido às baixas temperaturas, o que o torna mais suscetível para crises de doenças respiratórias: o tempo seco e frio é propício para a transmissão dessas doenças³. Alguns cuidados como alimentação saudável e uma boa hidratação são fundamentais para esse período. A alimentação balanceada auxilia no fortalecimento do sistema imunológico. A hidratação via oral é muito importante para criar barreiras contra micro-organismos.

Cuidados com a saúde nasal durante o tempo seco – e todo o resto do ano

Pequenos hábitos podem fazer grande diferença em nossa vida, como a lavagem nasal diária: o hábito da limpeza nasal diária pode reduzir em até 40% a incidência de gripes, resfriados e sinusites⁴. Salsep® auxilia nos sintomas de gripes, resfriados, rinites e sinusites⁴⁻⁶ e Maxidrate® hidrata e protege a mucosa nasal com ação prolongada⁷. A irrigação da mucosa nasal com solução salina isotônica (0,9%) é uma medida clássica e segura, bastante útil na mobilização das secreções e hidratação da mucosa, como tratamento coadjuvante e preventivo das doenças inflamatórias e infecciosas nasossinusais⁸.

Quer ver mais conteúdos sobre a saúde respiratória? Siga a página da Família Respira no Instagram e aproveite!

Referências

  1. https://www.aborlccf.org.br/secao_detalhes.asp?s=51&id=422
  2. https://www.aborlccf.org.br/secao_detalhes.asp?s=51&id=451
  3. https://www.saude.df.gov.br/doencas-respiratorias-sao-mais-frequentes-com-tempo-seco-e-frio/
  4. Wang YH, Yang CP, Ku MS, Sun HL, Lue KH. Efficacy of nasal irrigation in the treatment of acute sinusitis in children. Int J Pediatr Otorhinolaryngol. 2009;73(12):1696-701.
  5. Valero A, Navarro AM, Del Cuvillo A, Alobid I, Benito JR, Colás C, et al. Position paper on nasal obstruction: evaluation and treatment. J Investig Allergol Clin Immunol. 2018;28(2):67-90.
  6. Chirico G, Beccagutti F. Nasal obstruction in neonates and infants. Minerva Pediatr. 2010;62(5):499-505.
  7. Maxidrate®. São Paulo: Libbs Farmacêutica Ltda. Bula do medicamento.
  8. https://www.scielo.br/j/rboto/a/xqgHnsqjbQpdrQPtrfFM7fs/?format=html