Rinite alérgica tem cura?

21 jun, 2021

|

por: Família Respira

Nas nossas redes sociais, uma das dúvidas que mais recebemos dos seguidores é se a rinite alérgica tem cura ou não. As crises são chatas e atrapalham a qualidade de vida. Por isso, é super compreensível que todo mundo queira achar essa luz no fim do túnel que é a cura da doença.

Mas será que a rinite tem cura?

O que é Rinite?

Para entender se existe cura ou não e o porquê, é importante que esteja claro o que é a rinite.

Rinite é uma doença inflamatória da mucosa do nariz.

Ela ocorre por uma reação exagerada e duradoura de uma função usual do nariz. Ele é responsável pela proteção inicial contra substâncias irritantes ou alérgenas para que impeça que esses agentes cheguem ao nosso pulmão. Parte desse mecanismo de defesa é a obstrução nasal, espirros e coriza. Essa reação é comum. Porém, quando a reação dura tempo demais e é muito intensa caracteriza a rinite alérgica, efemeridade provocada pelo contato com alérgenos.

Causas da rinite alérgica

Uma das causas da rinite alérgica é o fator de hereditariedade. Pais com rinite têm em torno de 50% de chances de ter filhos que sofram de rinite.

Porém, a rinite pode se manifestar mesmo que a pessoa não tenha familiares que sofram da doença e ela não está presente, necessariamente, desde o nascimento. A doença surge a partir do momento em que o indivíduo desenvolve uma sensibilidade maior a algum alérgeno e isso pode ocorrer a qualquer momento da vida, sendo mais comum na infância.

As causas das crises de rinite são mais conhecidas. Entre os principais estão ácaros, poeira, fungos, pelo de animais, mofo, pólen, perfume, mudanças bruscas de temperatura (sobre esse último gatilho temos um texto bem legal. Veja aqui).

Sintomas da rinite alérgica

Os principais sintomas da rinite alérgica são:

  • Coriza (nariz escorrendo)
  • Espirros
  • Obstrução nasal (nariz entupido)
  • Coceira no nariz, garganta, no céu-da-boca e nos olhos

Lembrando que se você sentir esses sintomas ou se houver suspeita de rinite alérgica é fundamental procurar um médico para o diagnóstico assertivo e qualificado. Combinado?

Afinal, tem cura?

Infelizmente, a rinite alérgica ainda não tem cura. Porém, apesar de ser uma doença crônica ainda sem cura, a rinite alérgica se manifesta principalmente através de crises desencadeadas por gatilhos específicos. Assim, identificar estes gatilhos e adotar medidas e tratamentos específicos facilitam e muito a prevenção das crises alérgicas.

Com mudanças simples no dia a dia você consegue evitar as crises de rinite alérgica e viver com maior qualidade de vida 🙂

Tratamento para rinite

Uma das principais ações que ajudam a evitar a rinite alérgica é o controle ambiental e a lavagem nasal diária com soro 0,9%, ao menos duas vezes ao dia.

A lavagem nasal promove a limpeza por arraste da mucosa nasal, ajudando o nariz a se livrar dos alérgenos presentes por lá¹.

Outras iniciativas que ajudam a evitar uma crise de rinite:

  • Mantenha o ambiente arejado para evitar acúmulo de poeira e ácaros
  • Evite produtos com cheiro forte
  • Lembre-se sempre de lavar roupas guardadas há muito tempo antes de usá-las
  • Mantenha o ambiente sempre limpo
  • Durante a faxina opte por aspirador de pó com filtro ao invés da vassoura para evitar o pó
  • Proteja-se contra as mudanças de temperatura
  • Evite o uso contínuo de vasoconstritores pois eles podem causar rinite medicamentosa
  • Além disso, existem alguns medicamentos que tratam a crise alérgica da rinite. Porém, eles devem ser usados somente sob orientação médica.

Apesar de não ter cura, esperamos que esse texto tenha ajudado você a entender que a rinite alérgica é uma doença tratável. Se sentir os sintomas, vale procurar um médico para diagnóstico e orientação.

Leia os outros conteúdos aqui do blog Família Respira para saber mais sobre a saúde respiratória e não esqueça de seguir o nosso Instagram.

¹TANO, L.; TANO, K. A daily nasal spray with saline prevents symptoms of rhinitis. Acta Otolaryngol., v.124, n.9, p.1059-62, 2004.