Sintomas de rinite: dicas de alívio rápido

11 fev, 2022

|

por: Família Respira

Segundo a Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), é comum as pessoas começarem apresentar os sintomas da rinite alérgica a partir dos 2 anos de idade e a doença chega a acometer cerca de 30% da população adulta.¹ No artigo de hoje, vamos falar especificamente sobre os sintomas da rinite e trazer algumas dicas de alívio rápido. Vamos lá?

O que causa a rinite?

A rinite causada por alergia é o tipo mais comum da doença, mas também podem surgir outros tipos de rinites:

  • as rinites não-alérgicas infecciosas (resfriados) de causas virais ou bacteriológicas;
  • rinite não-alérgica e não-infecciosas que pode ser causada por oscilações hormonais; 
  • a rinite mista que tem mais de um agente de origem.²

Portanto, se você tem rinite, entenda que muita gente passa pelo mesmo problema e que apesar de ser uma doença crônica, é possível prevenir as crises e tratar para aliviar os sintomas.

Quais são os sintomas da rinite? 

Os principais sintomas da rinite alérgica são: numerosos espirros seguidos, coceira intensa no nariz, coriza e nariz entupido.3 Há também registro de catarro, fadiga, irritação na garganta, inchaço ou coceira nos olhos e tosse.

Como aliviar rapidamente os sintomas da rinite?

Quando a rinite ataca, queremos ter alívio rápido dos sintomas. Alguns procedimentos podem ajudar a aliviar rapidamente os sintomas, veja a seguir:

  • Limpeza Nasal: estudos sugerem que a primeira recomendação a seguir deve ser a limpeza nasal com solução salina.⁴ O procedimento auxilia na desobstrução da passagem de ar e a limpeza retira as impurezas da fossa nasal que originaram a crise, sejam ácaros, mofo, poeira, pólen ou outras substâncias alérgenas. 

Toda a linha de Família Respira foi desenvolvida pensando na saúde nasal desde bebês até adultos. É possível conferir os produtos clicando aqui!

Importante destacar que não existem contraindicações em realizar o procedimento. Além de eficaz, o efeito de conforto é rápido.

  • Colírios: em algumas pessoas, os olhos também podem sofrer irritações, coceiras e inchaços, por isso, a utilização de colírio lubrificante, ou também conhecido como colírio de lágrima artificial, alivia a coceira e “lava” o olho.⁵

Prevenir os causadores de crises é uma maneira de cuidado

Como diz um ditado antigo: “prevenir é o melhor remédio”, por isso, certifique-se de tomar medidas e agir com precaução para não entrar em contato com a substância na qual você tem alergia.

Vale lembrar que o tratamento para esse tipo de doença é personalizado e cada corpo reage de forma única, em função disso, é importante o acompanhamento com um médico otorrinolaringologista, que poderá instruir os melhores caminhos.

Acompanhe outros conteúdos sobre saúde respiratória aqui no blog. Siga a nossa página no Instagram e não perca nenhuma postagem da Família Respira.

Fontes: 

  1. https://asbai.org.br/rinite-comeca-na-infancia-e-atinge-cerca-de-26-das-criancas/
  2. https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/Consenso_Rinite_9_-27-11-2017_Final.pdf Página 6 – Classificação
  3. https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/Consenso_Rinite_9_-27-11-2017_Final.pdf página 8 – Quadro Clínico
  4. https://www.einstein.br/noticias/noticia/novas-diretrizes-tratamento-rinite-alergica
  5. https://centrocampineiro.com.br/fique-atento-as-alergias-oculares/